SIG de Avaliação em Língua para as Migrações e Integração

O grupo LAMI foi formado em Salamanca em 2002, com a esperança de representar uma plataforma para examinadores e apoiar as suas tentativas de assegurar questões de equidade de testes no contexto da migração, de acordo com a missão da ALTE de sustentar a diversidade e maximizar o impacto.

LAMI significa Avaliação em Língua para as Migrações e Integração: é um Grupo de Interesses Específicos que tem sido essencial para a discussão na qual a ALTE tem participado para considerar a importância crescente da avaliação em língua na política europeia de migração.

Presidências

Lorenzo Rocca (Chair) and Cecilie Hamnes Carlsen (Co-Chair).

Aberto a: 

Todos os que têm interesse em migração ou política da língua.


Próxima reunião: 

Thursday 5th November, 2020, Istanbul, Turkey

Check the Eventospage for more information on this event.


Atualmente os membros do LAMI estão a trabalhar em: 

Avaliação de migrantes com nenhum ou baixo nível de alfabetização na língua de chegada .

As nossas publicações:

O nosso "Folheto LAMI" (Testes de línguas destinados ao acesso, integração e cidadania:um perfil para os decisores políticos) foi elaborado em nome do Conselho da Europa e apresentado num simpósio organizado pelo Conselho em 2016.


Está disponível na sua versão integral em inglês, finlandês e italiano.Edições noutras línguas estão a ser elaboradas.

English

Suomi

Italiano

As nossas novidades:

LASLLIAM (Council of Europe Working Group on Literacy and Second Language Learning for the Linguistic Integration of Adult Migrants) project - latest invitation for validation workshops (October 2020)


Apresentações de reuniões passadas

Apresentação para o SIG LAMI em Salamanca, Espanha, quinta-feira, dia 23 novembro 2018.


Resultados e eventos

Cartazes LAMI (2014)

Através de 18 cartazes relacionados com 9 países, o LAMI focou-se em contextos específicos, recolhendo informação detalhada sobre população migrante, políticas, cursos , instituições que constroem exames de língua e utilizadores de testes.Os cartazes tornaram-se um instrumento útil, não só para se obter um quadro, mas também para identificar tendências que surgiram na última década.

Questionário LAMI (2015)

Oquestionário foi destinado a migrantes adultos que fizeram um curso de língua e/ou um teste de língua.

O LAMI recolheu dados de 1550 inquiridos relativos ao seu perfil e feedback acerca da sua sociedade de acolhimento, as suas segundas línguas, cursos que fizeram e/ou testes que fizeram. Os questionários foram disponibilizados em seis línguas com um website específico.

Estudo do LAMI (2016)

Um inquérito online envolveu professores e voluntários em 14 países como iniciativa conjunta de três SIGs da ALTE:LAMI, TT e YAL. O seu objetivo era recolher dados relacionados com os perfis de professores e voluntários envolvidos no apoio linguístico formal e informal a migrantes. Além disso, o LAMI perguntou pelas suas necessidades didáticas e perceções de aspetos cruciais em ensino.

Posição escrita LAMI (2016)

A posiçção escrita do LAMI é o folheto “Language tests for access, integration and citizenship: an outline for policy makers”, disponível em três línguas (ver acima). Em 53 páginas, o LAMI tem em conta questões éticas e técnicas, tais como as representadas por estas questões-chave:

  1. Como devem ser usados os resultados dos testes e para que fins?
  2. Qual será o impacto de usar testes para tomar decisões para o migrante?
  3. Que consequências involuntárias ou negativas podem existir?
  4. Existem grupos vulneráveis de examinandos que possam ser discriminados, tais como aqueles com alfabetização reduzida?


Fórum LAMI – Bolonha (2017), organizado no âmbito da 6ª Conferência Internacional da ALTE

 

O fórum visava implementar a ligação entre aprendizagem e avaliação no contexto da migração europeia.

Asessão discutiu aspetos de abordagens orientadas para a aprendizagem a partir de várias perspetivas, tanto a nível europeu como nacional: da visão geral do LIAM, um projeto do Conselho da Europa, ao resumo para responsáveis políticos sugerido pela ALTE; do desafio de translanguaging, às necessidade de professores e voluntários, como descoberto pelo estudo do LAMI-TT-YAL.

Grupos vulneráveis específicos de alunos também foram cuidadosamente tidas em conta, tais como migrantes adultos com pouca alfabetização, requerentes de asilo, refugiados e jovens migrantes.


Conselho da Europa e estudo ALTE-LAMI (2018): Políticas de língua e requisitos linguísticos para migrantes: um inquérito europeu

O inquérito é organizado pelo Conselho da Europa em cooperação direta com a ALTE, como parte do Programa de Educação 2018-2019 Abordagens inclusivas na educação educação linguística para crianças migrantes/refugiadas e adultos.

O inquérito estáintegrado na contribuição do Conselho da Europa para a ordem de trabalhos de 2030 das Nações Unidas para o desenvolvimento sustentável, nomeadamente no Objetivo n . 4 Assegurar uma educação inclusiva e equitativa e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos.

O inquérito tem como objetivo: atualizar dados, identificar mudanças em políticas de integração e requisitos de língua e de conhecimento da sociedade ao longo do tempo, bem como dar mais detalhes acerca do formato dos testes e das oportunidades de aprendizagem, de modo a permitir a formulação de recomendações políticas baseadas em provas.

Quanto a áreas investigadas, o estudo é composto por 3 secções principais:

1.      Legislação e o seu impacto

2.      Formação em língua e conhecimento da sociedade

3.      Requisitos de língua e conhecimento da sociedade para autorização antes de deixar o país, autorização de residência temporária, autorização de residência permanente e cidadania.

Leia o relatório do inquérito

ALTE - a Associação dos Examinadores de Línguas na Europa é uma "Charitable Incorporated Organisation" (CIO), registada em Inglaterra, sob o número 1184799.

Spanish Translation © Instituto Cervantes and University of Tradução Espanhola © Instituto Cervantes e Universidade de Salamanca 2020 | Tradução Francesa © France Éducation International (antes CIEP) 2020 | Tradução Italiana © Universidade para Estrangeiros, Perugia 2020 | Tradução Holandesa © CNaVT 2020 | Tradução Romena © Universidade Babeş-Bolyai 2020 | Tradução Sueca © Universidade de Estocolmo 2020

Powered by Wild Apricot Membership Software